quinta-feira, 19 de maio de 2011

Questão de Gênero em Tramandaí-SMED Cachoeirinha

Questão de Gênero na educação infantil

As normas sociais prescrevem posturas, comportamentos, atitudes diferenciadas para homem e mulheres. Desde a infância, tais atitudes são enraizadas através dos relacionamentos na família, na escola, construindo assim valores, nem sempre explícitos, mas que sutilmente determinam os  comportamentos de meninos e meninas.Dos meninos espera-se agressividade, capacidade de liderança, racionalidade. Das meninas espera-se delicadeza, sensibilidade e beleza.
Observa-se atualmente mudanças nestes aspectos,ou seja, o masculino e o feminino estão sendo constantemente ressignificados.
No dia 10 de Maio fizemos uma oficina voltada para a temática de gênero na Educação Infantil na Escola Estadual Barão de Tramandaí com a turma de normalistas do 3ano.
Através de filmes,imagens da mídia entre outros recursos compartilhamos nossas ideias sobre as categorias de gênero.
As estudantes demonstraram interesse na temática trazendo novas abordagens a questão proposta,pois gênero enquanto categoria social não é fixa e depende dos contextos sócio-históricos.
Assim atualmente, temos uma mulher ocupando o cargo mais importante do país que é a Presidência da República.

Oficineiras Juliane Annes
                 Simone Majerkovski Custodio
 

 

 

 

 

 18 de maio de 2011

Espaço da Diversidade participa do Dia Nacional de Luta contra a Homofobia em POA.



Na noite do dia 17 de maio, a Diretora Geral do Espaço da Diversidade de Alvorada, Prof.ª Maria de Lourdes Santos da Silva e demais membros de sua equipe de trabalho, e a Prof.ª Simone Majerkovski Custódio, representando a Diversidade de Cachoeirinha, participaram do ato relativo ao Dia Nacional de Luta contra a Homofobia objetivando uma ampla divulgação do Artigo 150 da Lei Orgânica de Porto Alegre, que busca evitar quaisquer tipos de discriminação (racial, de gênero, orientação sexual, étnico e religioso), a ideia principal desta ação é criar uma cultura permanente de discussão e combate ao preconceito das mais diferentes formas.

O evento que teve seu ponto de encontro no Bar Passefica, Rua da República, nº 50, faz parte da campanha municipal de POA, “Preconceito tô 150% fora. A promoção do evento é da comissão de defesa do consumidor, Direitos Humanos, Segurança Urbana (cedecondh) da Câmara Municipal de Poa, e integra a campanha Nacional de Luta contra a Homofobia. “Faça do Brasil um território livre da Homofobia”, que será lançada na capital em 30 de maio.

O Setor do Espaço da Diversidade de Alvorada e Cachoeirinha, de acordo com suas propostas de ações, também se preocupam em apoiar e participar de diversos movimentos sociais que explorem um novo futuro, a partir de uma concepção que valorizem as questões, que levem através da reflexão e diálogo a articularmos políticas públicas, que visem romper toda e qualquer situação de preconceito ou discriminação, expondo assim diversos pensares, mostrando-se assim possiblidades de sempre valorizar o plural.
Fonte :Bruno Zarzana

Seguidores

Pensamento

POIS NUNCA PERDE A LIBERDADE
QUEM LUTA E FAZ DO SONHO SUA VERDADE

1) Filhos da Candinha, ano.1993

Um Anjo Negro de Asas Brancas Chamado Liberdade